PISCOISO
PESSOA

O meu olhar é nítido como um girassol.

Tenho o costume de andar pelas estradas

Olhando para a direita e para a esquerda,

E de vez em quando olhando para trás...

E o que vejo a cada momento

É aquilo que nunca antes eu tinha visto,

E eu sei dar por isso muito bem...

Sei ter o pasmo essencial

Que tem uma criança se, ao nascer,

Reparasse que nascera deveras...

Sinto-me nascido a cada momento

Para a eterna novidade do Mundo...
___________________________
Arquivo
___________________________


28.7.16

 

Fernando Pessoa

27.7.16

 
Porto 1-1 Leverkusen
E agora os alemães.
Coirato comenta em directo, às 17:00.

26.7.16

 
Foto:ZGarcia
Barquinhos.(12/03/16)

25.7.16

 
Lambert for you

Bifinhos Snack-Chic
É fácil, saboroso e de substância.
Faz-se com bifinhos de porco cortados fininhos. Temperam-se com sal, pimenta, alho picado e barram-se com mostarda. A melhor é de Dijon e se for à l'Ancienne, melhor.
Sobre cada bifana, colocar uma fatia de queijo e outra de fiambre, previamente cortadas à medida da bifana. Enrolar as bifanas assim recheadas e prendê-las com um palito.
Passá-las por farinha e ovo batido e levar a fritar.
Leve à mesa pincelando com mostarda e acompanhando com batata frita e salada.
É um prato que vai bem com cerveja, mas preferimos um bom tinto.

.

24.7.16

 
Começa hoje no canal TVSéries da NOS, às 23:00, a segunda temporada de Mr. Robot.
A série ganhou Globos de Ouro e o Prémio Peabody.
Trata-se do mundo dos hackers e mais não digo.
A não perder.

23.7.16

 
Sporting 0-1 Lyon
Mais uma goleada?
Coirato comenta em directo, às 20:00.

22.7.16

 

Gostamos de comboios. É, de longe, o meio de transporte que mais apreciamos. Demora mais que o avião, mas podemos circular por aqueles corredores com janelas onde as paisagens desfilam, ou sem preocupações com o trânsito dentro de uma lata a que chamam automóvel.
Quando em 2010 o governo da altura adjudicou a obra do TGV, exultamos por saber que finalmente nos iríamos ligar à Europa num tipo de comboio que atravessa em alta velocidade Espanha, França, Alemanha, Itália e Suiça.
Passados dois anos, entra um novo governo em cena e decide cancelar a obra.
O Estado foi agora condenado a pagar uma choruda indemnização de 150 milhões.
Quem é que vai pagar isso? Não são os senhores do governo que tomaram essa decisão, somos todos nós pagadores de impostos.
Além de ficarmos sem o TGV, ainda temos de pagar para o não ter.

PISCOISO@zonmail.pt