30.6.05

Wimbledon
Est� de chuva em Wimbledon.
O funil das meias finais deixou passar os gentlemen Federer, Hewitt, Roddick e Johansson e as ladies Davenport, Mauresmo, Sharapova e V�nus.
Est�o elas � espera que a chuva passe, enquanto no Court se ensaiam alguns desportos n�uticos.
.
Na hora (20:00):
As americanas sentem-se em Inglaterra como em casa.
Venus despachou Sharapova (7-6, 6-1).
Davenport vai em 5-3 no 3� set interrompido pela chuva.
Com as duas americanas previsivelmente na final, Blair deve estar euf�rico para exigir dividendos a Bush.


Coirato


.

29.6.05

Brasil 4-1 Argentina

Coirato n�o podia perder uma final destas.
Ta�a das Confedera��es, �s 19:45.
.

28.6.05


Manif de protesto contra a cultura autom�vel, atravessando Cibeles em Madrid.
Por c�, n�o h� meio de a CGTP evoluir das manifs de tanga.

.

27.6.05

Wimbledon
Os ambientalistas est�o preocupados com a polui��o sonora de Wimbledon. Mediram os gritos da bela Maria Shaparova e registaram 101,2 decib�is. O limiar da dor s�o 100 dB e nas zonas residenciais o permitido anda pelos 50 dB.
Outra que fazia uma gritaria quando jogava, era a Monica Selles, de tal modo que at� foi apunhalada por um espectador que j� n�o a suportava.
Com a gritaria do costume, Maria despachou Dechy com 6-4, 6-2, qualificando-se para os quartos de final, onde v�o estar mais 3 russas, duas francesas e duas americanas.
Os gritos dos homens s�o menos estridentes. O australiano Hewitt d� uns berros interessantes, que n�o chegaram a medir.
A nacionalidade dos homens para os quartos � mais variada, desde um chileno e um argentino, a um sueco e um australiano, al�m de um espanhol mais um americano, um franc�s... e um incontorn�vel sui�o.
Portugueses � que nem cheir�-los. Sampaio condecorou um, o Jo�o Lagos, mas n�o joga, � empres�rio.


Coirato


.

26.6.05

Lambert for you

Cabrito assado Remy
A diferen�a entre o seu cabrito assado e o dos outros, � apenas a roupagem dos temperos em que agasalha o cabrito durante a noite que antecede o preparo.
Fizemos-lhe a cama com azeite, alho e cebola picada, massa de piment�o (� venda em pequenas embalagens de vidro) sal, piripiri e finalmente o "it" de um c�lice de cognac Remy Martin. Claro que pode substituir pelo alcool do seu agrado, desde uma aguardente velha ao vinho do Porto seco. Uma noite envolto nestes preparos, d� aos peda�os de cabrito a maturidade de um bom assado.
Vai ao forno m�dio por hora e meia, com batatinhas � volta.
Um macio D�o da Quinta do Cabriz fez as honras.

.

25.6.05

Wimbledon
Mauresmo est� a fazer uma boa prova e Safin foi-se embora. O russo, depois de um belo match contra Philippoussis, dois gigantes de 1,93m, baqueou frente ao espanhol Lopez, que tem menos cinco cent�metros.
Nadal tinha raz�o, estava de sa�da. Veio molhar a sopa e deixou-se ir para um an�nimo luxemburgu�s.
Em grande continuam os titulares Federer e Maria Sharapova, esta �ltima a encantar os "beefs" com os seus beijinhos no final dos matchs que vai vencendo. L� para sexta-feira vai apanhar uma das manas Williams pela frente, que lhe pode fazer a vida negra.


Coirato


.

24.6.05

Fui dar umas marteladas
Misturado no pov�o
Numa daquelas noitadas
� pala de S. Jo�o.


Como em pequena aldeia
Toda a gente � conhecida
E � que ningu�m se chateia
Mesmo quando agredida.


Uns dizem ser disparates
Tanta martelada assim
Outros dizem "Se me bates
� porque gostas de mim".


Se pensa que a Liberdade
� o 25 de Abril
Venha a esta cidade
No S.Jo�o. � baril.


� uma noite inteirinha
At� ver o sol nascer
A martelar toda a pinha
Que me der e apetecer.


Peregrina��o do nada
Pois santo n�o vi nenhum
Vi sorrisos e mais nada
No rosto de cada um.


A porrada era tanta
Era tanta a peleja
Que refresquei a garganta
Com litradas de cerveja.


�s farturas n�o se escapa
Empurradas com bejeca.
Das Fontainhas � Lapa
H� mil promessas de queca.


Algumas das marteladas
S�o dadas como desejos.
Nas faces ruborizadas
Os l�bios libertam beijos.


Carrouc�is por todo o lado
Brincadeira at� mais n�o
De se ficar devotado
Deste santo foli�o.


O fogo de artif�cio
Serve para descansar
Acalmia no bul�cio
Pesco�o virado ao ar.


Chegada a manh�zinha
J� com as pernas em saldo
Por entre o cheiro a sardinha
Come-se o verde caldo.


Numa feliz confus�o
Onde todos s�o iguais
� isto o S.Jo�o.
E para o ano h� mais.

.

23.6.05

Anda pr� rusga comigo
Pega aqui na minha m�o
N�o h� medo, sou amigo
Da noite de S. Jo�o.

.

22.6.05

Wimbledon
Os vencedores de Garros tiveram uma estreia oposta. Justine acusou o esfor�o da terra batida e foi logo batida na 1� ronda, 6-7, 6-2, 5-7 por uma grega Eleni.
Nadal, despachou o americano Spadea, com um progressivo score de 6-4, 6-3, 6-0, o que denuncia uma r�pida adapta��o ao novo piso.
Em entrevista � BBC, disse n�o estar ainda preparado para vencer Wimbledon este ano. Mas pensa vir a ganh�-lo num ano pr�ximo, depois de melhorar certas coisas. Disse ainda que Wimbledon � para ele muito especial, pois foi ganho apenas uma vez por um espanhol, Manuel Santana em 1966.
Ou isso ou um grande bluff.


Coirato


.

21.6.05

Lambert for you

Arroz de Cabrito
Pelos Santos Populares, sacrificam-se borregos e cabritos numa gula santificada.
H� um arroz de cabrito que normalmente se faz com os mi�dos para acompanhar o cabrito assado. Este � uma vers�o mais rica, j� que promovido a prato principal.
N�o leva os mi�dos mas as costeletas do cabrito, previamente temperadas com sal e lim�o.
Comece por fazer um refogado sobre azeite, com cebola, alho e pequenos cubos de presunto. Quando loiro, junte as costeletas do cabrito, para aloirarem tamb�m.
V� acrescentando �gua, at� atingir o dobro do volume do arroz, que se adiciona de seguida.
A meio da cozedura do arroz, corrija o sal e adicione a�afr�o. Mexa cuidadosamente e vaze tudo para um recipiente de barro para ir ao forno apurar.
Acompanh�mos com uma salada e um valente Douro tinto.

.

20.6.05

Wimbledon
Sobre a erva, come�ou hoje Wimbledon.
At� ao momento, t�m ganho as feras, como Federer, Davenport, Hewitt, Clijsters , Mauresmo e Myskina. Safin ainda est� a empacotar um tailand�s e Ferrero est� a embrulhar um ingl�s.
Quanto � chuva a s�rio, s� est� prevista l� para sexta-feira.


Coirato


.

19.6.05

Posta Vulgaris

Jonas esteve em Carcavelos

Jonas estava � beira da praia de Carcavelos a seleccionar as garinas, que naquela sexta-feira enchiam anormalmente a praia, por ser feriado. Nisto passa uma onda de pessoal que o leva de "arrast�o" para a praia. Foi na onda. A ideia era ir dar uns apalp�es �s eleitas, especialmente a uma que tinha uns marmelos de se comerem � dentada.
Aos trope��es pela areia, h� um gajo que lhe diz: "Apanha todas as toalhas que puderes."
No meio da confus�o, perdeu a garina dos marmelos e atiraram-lhe umas poucas de toalhas para cima dos ombros, al�m de um saco de pl�stico com telem�veis.
J� fora da praia, foi levado pela onda at� ao armaz�m do Karl, onde venderam tudo. O Karl � skin-head.


PoiZ�


.

18.6.05


NBA ao rubro. Os Spurs come�aram o play-off ganhando os dois primeiros jogos.
Os Pistons ganharam o 3� e o 4�.
Com o resultado em 2-2, amanh�, por volta das duas da matina, a SportTV d� o directo do 5� jogo. Para al�m de uma realiza��o televisiva inexced�vel, a parafern�lia gr�fica-informativa � mirabolante.
.
In time (20/06): Spurs venceram 96-95 em cima da hora.
V�deo dos 3 pontos finais (de 93 a 96)

.

17.6.05


"Pandora's Box" � uma foto de Susan Meiselas, sobre a qual tivemos o atrevimento
de incluir o seu rosto por breves instantes.
Susan, � uma americana que andou 3 semanas a fotografar na Cova da Moura e vai
expor, a partir de 1 de julho, no Centro Cultural de Bel�m.

.

16.6.05


A �ltima Manif com Cunhal.
Composi��o sobre uma foto de Rui Gaud�ncia no "P�blico" de hoje.
Com a devida v�nia.
.

15.6.05

Querem saber o que eu fiz,
Mas eu disso n�o sei nada.
At� trago ao Juiz
A minha roupa lavada.

Foto: ZGarcia.
.

14.6.05

Lambert for you

Tamboril � moda de Buarcos
Continuando a previlegiar os sabores do mar, neste tempo em que a praia apetece, temos hoje um prato de pescadores. Buarcos est� numa enseada, abrigada pela Serra da Boa Viagem, junto ao Cabo Mondego, no prolongamento norte da Figueira da Foz.
Ao comprar o tamboril, pe�a-o esfolado e amanhado, aproveitando o f�gado.
Cortado �s postas, coloca-se com o f�gado num tacho.
Junta-se-lhe azeite, sumo de lim�o, salsa e piripiri. Cobre-se de vinho branco e deixa-se a estagiar uma hora.
Vai ent�o ao lume, acrescentando alguma �gua, batata e cenoura aos cubos pequenos, ervilhas e finalmente pedacinhos de bom presunto. Tempera-se de sal, tapa-se e deixa-se cozer durante meia hora em lume brando.
Para um petisco destes, s� mesmo um Alvarinho.

.

13.6.05


Jos� Fontinhas, filho de "gente que trabalhava a pedra e a terra".
1923 - 2005.

.

12.6.05


Os de Carcavelos tamb�m n�o.
� um poema de Eduardo Pitta.

.

11.6.05


"A Noiva" de Joana Vasconcelos, tamb�m na 51� Bienal de Veneza.
.

10.6.05


Imagens de Helena Almeida, presen�a ilustre na 51� Bienal de Veneza.
.

9.6.05

Um belo fato de banho
Pode dar-lhe formosura.
Olha-se mais o desenho
E n�o se v� a gordura.

Foto ZGarcia.
.

8.6.05

Est�nia 0-1 Portugal

From Est�nia with love.
Coirato �s 18:15.
.

7.6.05

Mourinho entrevistado por Coirato

Aproveitando a presen�a de Mourinho em Set�bal, antes de partir em f�rias para o Brasil, Coirato foi bater-lhe � porta.
- Who's there ?
- Sou o Coirato !
- O comentador do Coiso ? Entre para aqui. Desculpe a desarruma��o, mas ainda n�o tivemos tempo de desempacotar tudo.
Sentei-me em cima de um caixote com inscri��es em russo e rematei:
- Ouvi dizer que perdeu a Liga dos Campe�es de prop�sito para criar aquela confus�o � UEFA e � Liga Inglesa, sobre a inscri��o do Liverpool...
- Claro que esse cen�rio esteve em cima da mesa. Acabou por l� ficar. Amanhem-se !
- E quanto ao Vit�ria de Set�bal, � verdade que deu a receita ao Rach�o para ganhar ao Benfica ?
- � p�, � verdade que comi uma bela caldeirada com o Rach�o uns dias antes. Do que � que julga que falamos ? De culin�ria ?
- Se fosse seleccionador nacional, que equipa teria escolhido para jogar contra a Eslov�quia ?
- Neste momento, � mais f�cil para mim fazer a selec��o inglesa que a portuguesa. Mas antes de o seleccionador seleccionar, tem de primeiro ser seleccionado para seleccionador.
- O Madail nunca o sondou para ser seleccionador nacional ?
- Ah, ainda n�o tenho curriculum. S� depois de ser campe�o mundial por um pa�s qualquer.
- E o Vieira, n�o o contactou para treinar o Benfica ?
- E pagava em rublos ?
P�s-me uma garrafa de scotch nas m�os e acompanhou-me � porta.
- N�o quer trocar por uma grade de Guiness ?


Coirato


.

6.6.05

Lambert for you

Caldeirada Sadina
Com as vit�rias setubalenses, anda a caldeirada de bra�o de dado.
Comece por cobrir o fundo de um tacho com rodelas de cebola e um dente de alho.
Por cima, batatas aos quartos, pimentos verde e vermelho �s tiras e tomate aos peda�os.
Tempera-se com um pouco de sal, cravinho, piripiri, regando com azeite.
Tapa-se e leva-se a lume brando, sem mexer, mas agitando o tacho de vez em quando.
Entretanto preparam-se os peixes, onde n�o pode faltar o salmonete bem escamado e o tamboril. Se cozinha com amor, tire as espinhas e as peles de todos os peixes.
Introduza-os no tacho com um pouco de sal, quando as batatas estiverem quase cozidas. Regue com mais azeite e deixe em lume brando at� o peixe cozer.
Tal como no prato anterior das favas, n�o adicione �gua, pois a cozedura faz-se com os sucos dos ingredientes.
Os brancos da regi�o do Sado s�o �ptimos para acompanhar este prato, mas n�o resisti a um verde Muralhas.

.

5.6.05

Garros-05 � l'heure


"Nadal c�st g�nial", dizem agora os franceses, mas no match com Grosjean, fizeram trinta por uma linha para desestabilizar o espanhol, que sem papas na l�ngua acusou o p�blico de malcriado. Desta vez, logo ap�s a vit�ria final (6-7, 6-3, 6-1, 7-5), algu�m do p�blico o chamou. Era o Rei de Espanha. Um t�tulo nobili�rquico � o m�nimo que se espera.
Na final feminina de ontem, por pouco Justine n�o oferecia uma bicicleta (6-0,6-0) a Marie Pierce, ficando-se no 6-1, 6-1, uma carnificina.
Em Garros h� um pormenor inultrapass�vel, que � o trabalho impec�vel da equipa de apanha-bolas, um excelente trabalho infantil.


Coirato


.

4.6.05

Portugal 2-0 Eslov�quia

Mesmo sem Mourinho, mas com Ricardo na baliza e sobremesa de Figo, n�o � de temer, � na Luz.
Coirato a puxar, �s 19:45.
.

3.6.05

Garros-05 � l'heure


Nadal nasceu a 3 de Junho de 1986. Faz hoje 19 anos e contra isso, nada a fazer.
Como Federer s� faz anos em Agosto, paci�ncia.
"Ph�nom�nal Rafael Nadal !" diziam os franceses.
Mas a final � s� no domingo, contra o argentino Puerta.
Se na final masculina fala-se o espanhol, na feminina fala-se o franc�s.
Pierce e Justine discutem amanh� a saladeira.


Coirato


.

2.6.05

No come�o do Ver�o
Andam fantasmas na praia
Pela areia em excurs�o
Passeando longa saia.

Foto ZGarcia.
.

1.6.05

Garros-05 � l'heure

Sharapova par terre. Tramada por Justine (6-4, 6-2), a russa tinha a oportunidade de chegar a n� 1 do ranking, com a derrota de Davenport, mas a belga n�o deixou. Justine andava chateada com os olhinhos que o marido fazia � russa. Mostrou-lhe que apesar de feia e baixota, ainda � melhor tenista que essa borboleta cor-de-rosa.
Mas o match do dia foi o que op�s a n� 1, Davenport, � francesa Marie Pierce, que restabeleceu o orgulho gaul�s, arrasando a americana com um concludente 6-3, 6-2.
Pierce � uma mulhera�a cheia de tics, nascida h� 30 anos no Canad�, residente na Florida (USA) com passaporte franc�s.
Com 10 anos de carreira, sabe-a toda e utiliza um joguinho psicol�gico de timings prolongados para desestabilizar a advers�ria, tendo contado com a preciosa ajuda do p�blico, que chegou ao c�mulo de um espont�neo invadir o court com propaganda pol�tica. V� l� que a propaganda era anti-Chirac e n�o anti-Bush.
.


Coirato


.